Homem pede indenização de R$ 85 milhões após sofrer queimaduras durante abordagem policial

Fonte: RedeTV! | Publicado em: 08 de de 2018 às 16:26

Foto: RedeTV!

O norte-americano James Bradford Nelson, de 28 anos, está pedindo indenização de 26 milhões de dólares - o equivalente a R$ 85 milhões - para  a cidade de Sacramento, na Califórnia (EUA), após sofrer graves queimaduras no rosto, peito e abdômen durante uma abordagem policial.

 

Em junho de 2017, os policiais mandaram o homem deitar no asfalto quente. De acordo com a National Weather Service, no dia em que James sofreu as queimaduras os termômetros marcavam cerca de 37° graus na cidade. Especialistas afirmam que a essa temperatura no ar, o asfalto pode chegar a 76° graus - mais que suficiente para fritar um ovo. Por conta dos ferimentos, ele passou dois meses internado.

 

James sofre de esquizofrenia paranóica e, por conta do distúrbio mental, estava andando de forma errática por um estacionamento quando foi abordado. "O meu filho precisava da ajuda dos policiais ao invés de ser violentado por eles", desabafou a mãe da vítima em entrevista ao jornal local The Sacramento Bee. Segundo ela, as altas temperaturas pioram a condição psíquica de James e, talvez por isso, ele estivesse agindo de forma "estranha". 

 

Na época do ocorrido, o chefe da polícia, Ronald Lawrence, alegou que os oficiais foram obrigados a levar James ao chão porque ele estava se comportando de maneira combativa e que, quando perceberam que o homem estava queimando, prestaram socorro jogando água nos ferimentos e chamando a ambulância. Agora, ele afirma: "[O processo] é algo que envolverá o sistema judicial, não vai ser resolvido pela 'corte da opinião pública'". 

 

O processo está correndo na Justiça e os advogados da vítima alegam que só as despesas médicas do último mês foram de cerca de R$ 5,8 milhões. Além do reembolso, a família pede o restante do valor para "danos gerais", que inclui danos morass e punições judiciais para os agentes envolvidos na ação. 

 

"Durante o tempo no chão James estava gritando e sob muita dor. Mesmo assim os oficiais forçaram seu rosto contra o chão impedindo-o de se mover", diz o processo. "Ele foi levado inconsciente para o hospital, cerca de 20 minutos depois".

 

As acusações de violência e tentativa de roubo contra James foram retiradas. No entanto, ele responde por violação de condicional - referente a uma prisão por roubo. A família não quis comentar o caso e disse que aguarda resposta ao pedido de indenização.

 

Alerta de imagens fortes: 

 

(Foto: Reprodução/The Sacramento Bee)

Deixe seu Comentário

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Veja Também