Tire suas dúvidas sobre a proteção solar durante o verão

Fonte: Governo do Brasil com, SDB, do Ministério da Saúde e do Inmetro | Publicado em: 09 de de 2018 às 16:30

Foto: Governo do Brasil com, SDB, do Ministério da Saúde e do Inmetro

Qual o fator de proteção indicado para cada tom de pele?

 

Quanto maior o número do Fator de Proteção Solar (FPS), maior é o nível de proteção oferecido pelo produto. De acordo com os dermatologistas Joaquim Lopes e Pedro Dantas, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SDB), a recomendação geral é que os protetores tenham FPS maior ou igual a 30, que oferecem média proteção. Pessoas com pele mais clara, cabelos loiros ou ruivos e que se queimam fácil e nunca ficam bronzeadas devem usar no mínimo FPS 15.

 

Devem ser consideradas todas as partes do corpo, não apenas as que ficam sempre expostas ao sol, como os braços, pois elas respondem de forma diferente ao sol. Para ter informações mais precisas, o indicado é procurar um dermatologista que avalie a sua pele.

 

Quantas vezes por dia o protetor deve ser reaplicado?

 

Em dias normais, você pode aplicar o protetor pela manhã e após o almoço. A quantidade de protetor recomendada pelos médicos pode ser medida em colheres de chá: uma colher de chá para rosto, pescoço e colo; uma colher de chá para cada braço; duas colheres de chá para todo o tronco e duas colheres de chá para cada perna.

 

Quando na praia/piscina, o protetor deve ser reaplicado mais vezes?

 

Sim. Caso você esteja em praias, piscinas, transpire muito ou trabalhe no sol, o recomendável é reaplicar o protetor a cada duas horas.

 

Crianças devem usar protetores especiais?

 

Segundo os especialistas da Sociedade Brasileira de Dermatologia, as crianças com menos de 6 meses não devem usar protetores ou serem expostas ao sol. Após esta idade, os pais devem optar com produtos com indicação para o uso infantil.

 

Usando protetor, posso pegar sol em quais períodos do dia?

 

Não é indicada a exposição de 10h às 15h. No Nordeste, lembram os médicos, o sol já é forte a partir das 9h, e no Centro-Oeste vai até as 16h.

 

Quais outros cuidados podem ser tomados durante a exposição ao sol?

 

Além do protetor, você pode utilizar tenda ou guarda-sol para ficar na sombra, assim como roupas, chapéus e óculos para proteger o rosto e outras áreas sensíveis. Há também roupas especiais, com proteção UVA e UVB. E seja cauteloso: a exposição em excesso, em um dia só, não deixa o bronzeado mais intenso. Dessa forma, você evita ter insolação e aproveita ainda mais dias de sol.

 

Exagerei e tive insolação. E agora?

 

Além de queimaduras e desidratação, os médicos da SBD recomendam que a pessoa fique atenta a febres, que podem aparecer no início do processo. Nesse caso, é indicada a hidratação com líquidos isotônicos, que repõem sais minerais e líquidos, como a água de coco. O paciente pode borrifar água fria na pele, para aliviar o incômodo, e procurar atendimento de emergência. Fora a insolação, a exposição exagerada ao sol provoca manchas, rugas e até câncer de pele. Tome cuidado e curta o verão sem problemas!

Deixe seu Comentário

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Veja Também