Hospital de Alta Floresta capacita bombeiros e enfermeiros em classificação de risco

Fonte: SES-MT | Publicado em: 13 de de 2018 às 14:50

Foto: Internet

O Hospital Regional de Alta Floresta “Albert Sabin” realizou nesta segunda-feira (12.03) capacitação para novos enfermeiros da unidade e também para bombeiros militares sobre classificação de risco do Protocolo Manchester.

 

De acordo com a coordenadora do setor de enfermagem do hospital, Rosenilda Pereira da Silva Souza, a qualificação reuniu 48 profissionais e foi ministrada pelo médico Euller Preza.

 

Durante o evento, o médico explicou que o Protocolo de Manchester classifica os doentes por cores após uma triagem baseada em sintomas, de forma a representar a gravidade do quadro e o tempo de espera para cada paciente.

 

No atendimento pré-hospitalar, segundo o método de classificação de risco, o paramédico, após breve avaliação, irá encaminhar o paciente para intervenção médica e de cuidados de enfermagem de acordo com o potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento, usando um processo de escuta qualificada e tomada de decisão baseada no protocolo, aliada a capacidade de julgamento e experiência do enfermeiro.

 

A classificação é realizada com base nos sintomas apresentados pelo paciente, assim como queixas, sinais vitais, escala de dor, entre outros. Após essa avaliação inicial, o paciente deverá ser encaminhado ao serviço indicado, atenção básica ou hospitalar, o quadro segue para o atendimento ou aguarda o momento de ser atendido, de acordo com os critérios do Protocolo de Manchester.

 

A capacitação do protocolo, observa o diretor geral do Hospital Regional de Alta Floresta, José Marcos Santos da Silva, possibilita abrir processos de reflexão e aprendizado institucional de modo a reestruturar as práticas assistenciais, avançando às ações de humanização, resultando no atendimento adequado das unidades básicas de saúde e do Corpo de Bombeiros Militar.

 

Em dezembro passado, lembra a coordenadora Rosenilda Pereira, esta mesma qualificação foi ofertada pelo hospital regional a 18 enfermeiros da rede básica de saúde do município de saúde de Alta Floresta.

Deixe seu Comentário

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Veja Também