Campanha de vacinação contra a Influenza tem início nesta segunda em Rondonópolis

Fonte: Da Assessoria | Publicado em: 18 de de 2018 às 14:47

Foto: Da Assessoria

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem início nesta segunda-feira (23) em todas as unidades de saúde de Rondonópolis para os grupos prioritários. A meta é imunizar 90% de cada grupo prioritário, que somam 50.036 pessoas. A Secretaria Municipal de Saúde informa que inicialmente o Ministério da Saúde repassou para Rondonópolis 15% do total das doses das vacinas que serão destinadas ao município e que as pessoas já podem começar a procurar as unidades de saúde mais próximas a partir de segunda.

 

O dia ‘D’ da vacinação contra a Influenza está marcado para ocorrer em 12 de maio, das 7 às 17h, mas as vacinas já estarão disponíveis antes desta data. Contudo, o Setor de Imunização da Saúde municipal destaca que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários não precisam ficar preocupadas, pois haverá vacina disponível para todos até, inicialmente, o dia 1º de junho.

 

A Saúde reforça que fazem parte dos grupos prioritários crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes em qualquer idade de gestação; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da área de saúde (pública e privada); pessoas com mais de 60 anos; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade; população privada de liberdade; e, professores de escolas públicas e privadas.

 

O Setor de Imunização ressalta que o objetivo da campanha é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza com foco na população alvo. Esta é a 20ª Campanha Nacional contra a Influenza.

 

H1N1

 

A Saúde ressalta que foram notificados quatro casos suspeitos de H1N1 em Rondonópolis até o momento. Ocorreu um óbito no Hospital Regional de Rondonópolis de uma paciente de Jaciara. Na Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis uma mulher já deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e passa bem, e duas crianças já tiveram alta médica.

 

Foram colhidos materiais para a realização de exames para H1N1 dos quatro pacientes e encaminhados a Cuiabá, mas a comprovação ou não dos casos somente poderá ser confirmada em no mínimo 20 dias.

Deixe seu Comentário

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Veja Também